Últimas Notícias

Estudante barbarense ganha ouro na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica

- Advertisement -

Prefeito Rafael Piovezan recebeu Otávio Ferrari, de 17 anos, morador do Jardim Monte Líbano, em seu gabinete nesta sexta-feira

O prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Rafael Piovezan, recebeu nesta sexta-feira em seu gabinete o estudante Otávio Casagrande Ferrari, 17 anos, morador do Jardim Monte Líbano. Otávio conquistou a medalha de ouro na 14ª Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA) – primeira medalha da história do Brasil no evento.

Otávio integrou uma equipe de dez alunos de diversos Municípios do Brasil na competição que reuniu 47 países, totalizando 70 equipes participantes. A Olimpíada foi realizada de forma híbrida, entre 14 e 21 de novembro, sob coordenação da Colômbia. Além da medalha de ouro, o Brasil assegurou ainda outras quatro medalhas de prata e cinco medalhas de bronze.

- Advertisement -

“Para nós é motivo de muito orgulho a conquista do Otávio. Feliz pela medalha ser conquistada por um morador de Santa Bárbara d’Oeste e feliz por saber que o nosso País foi representado da melhor forma possível em um evento como a Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica. Desejo o melhor para a vida e para a carreira do Otávio. Que Deus ilumine suas escolhas e que o caminho do conhecimento seja sempre fascinante”, comentou o prefeito Rafael Piovezan.

Nascido em Aracaju-SE, Otávio é filho de Adílson Jair Pineda Ferrari e Vilma Casagrande Ferrari. É o filho mais novo do casal. Seu irmão Thiago tem 20 anos é estudante de Economia na PUC Campinas. A família mora em Santa Bárbara d’Oeste-SP há 50 anos. O pai, Engenheiro Eletricista, foi transferido a trabalho em duas oportunidades para Aracaju-SE. Formado nesta quinta-feira (25) no Ensino Médio, Otávio a princípio pretende cursar Física na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

A Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica é um evento anual para alunos do ensino médio de alto desempenho de todo o mundo. O objetivo da competição é disseminar a astronomia entre os alunos do ensino médio, para fomentar a amizade entre jovens astrônomos em nível internacional, a fim de construir cooperação no campo da astronomia, no futuro, entre os jovens estudiosos.

O Brasil participa da olimpíada desde sua primeira edição em 2007, e as equipes que representam o Brasil na Olimpíada são formadas por meio de um processo seletivo rigoroso organizado pela OBA e instituições parceiras, sendo uma delas o Observatório Nacional (ON).

Nestes anos de participação, contando com a edição mais atual, o Brasil conquistou 1 medalha de ouro, 16 medalhas de prata, 29 de bronze e 26 menções honrosas.

- Advertisement -

Latest Posts

spot_img

Não Perca

Fique Sempre INFORMADO!

Receba em seu email as últimas notícias de americana e região!

WhatsApp chat