Últimas Notícias

“Mozartíssimo” reúne no Teatro Santander a Cisne Negro Cia de Dança e a Orquestra Acadêmica de São Paulo

- Advertisement -

Com regência do Maestro Luciano Camargo, apresentações inéditas com orquestra ao vivo promovem uma viagem pelas obras de Mozart

Com patrocínio do Santander e realização da Secretária Especial da Cultura e do Ministério do Turismo, a Cisne Negro Cia de Dança retorna ao Teatro Santander, localizado no Complexo JK Iguatemi, já no primeiro final de semana de dezembro.

Mozartíssimo, um dos mais belos repertórios da companhia, terá a regência do maestro Luciano Camargo, especialista no repertório vocal-sinfônico, mestre e doutor pela ECA-USP e da Orquestra Acadêmica de São Paulo. O espetáculo terá quatro apresentações, entre os dias 4 e 5 de dezembro – em duas faixas de horário: 16h e 20h no sábado e às 15h e 19h no domingo.

- Advertisement -

Mozartíssimo faz parte do currículo de criações do coreógrafo romeno Gigi Căciuleanu e nos apresenta a metalinguagem do teatro retratando o que é o teatro, baseando-se na vida de artista ambulante de Mozart. O espetáculo também é um grande marco para a cultura nacional – sendo inédita a junção de Orquestra presencial e elenco de bailarinos da companhia para o repertório de “Mozartíssimo”.

Os ingressos para os espetáculos já estão disponíveis para venda a partir de R$50 nas bilheterias do Teatro Santander e também em compras online pelo site da Sympla.

Sobre o maestro Luciano Camargo
Especialista no repertório vocal-sinfônico, Luciano Camargo tem se destacado na área operística dirigindo as produções de “La bohème”, “A Flauta Mágica” e “Carmen” no Teatro Bradesco. É formado em regência orquestral pela ECA-USP e mestre e doutor em música pela mesma instituição. Cursou aperfeiçoamento com Klaus Hövelmann e Peter Gülke em Freiburg (Alemanha) e Ira Levin (Brasil), tendo recebido também orientação de Roberto Tibiriçá, Roberto Duarte e Osvaldo Ferreira. Foi Diretor de Música Sacra da St. Peter und Paul Kirche Freiburg (Alemanha) de 2000 a 2002. Atuou frente a importantes orquestras brasileiras, sendo que desde 2003 é o Diretor Artístico e Regente Titular da Orquestra Acadêmica de São Paulo e do Coral da Cidade de São Paulo, tendo realizado mais de 100 concertos, incluindo a montagem da ópera “Orfeu e Eurídice” de Gluck no Theatro São Pedro. Foi assistente do Maestro Ira Levin no I Festival Internacional de Brasília (2005) e um dos participantes selecionados para o II Prêmio OSESP de Regência Orquestral (2006). Em 2007 realizou estágio acadêmico em regência orquestral no Conservatório Estatal Rimsky-Korsakov de São Petersburgo (Rússia) na classe de Mikhail Kukushkin. Desde 2017 é professor de regência na Universidade Federal de Roraima.

Sobre a Orquestra Acadêmica de São Paulo
De iniciativa independente e não-governamental, a Orquestra Acadêmica de São Paulo foi fundada em 2003 pelo regente Luciano Camargo e pelo violinista Kleberson Buzo, tendo realizado centenas de concertos desde sua fundação. O grupo profissional foi criado para a pesquisa em performance da música sinfônica, visando o contínuo aprimoramento técnico e artístico de seus membros e do conjunto orquestral como ente performático. Desde o início de suas atividades dedicou-se também ao repertório vocal-sinfônico, atuando continuamente em conjunto com o Coral da Cidade de São Paulo, executando as principais obras do repertório para coral e orquestra. A partir de 2017 passou a realizar temporadas regulares de concertos e óperas no Teatro Bradesco São Paulo, que se tornou a principal sede dos espetáculos realizados pela orquestra. Desde então são apresentados os principais títulos operísticos em montagens completas, tais como Carmen de Bizet, A Flauta Mágica de Mozart e La bohème de Puccini, com a participação de solistas internacionais, além do repertório sinfônico principal, com ênfase na música dos séculos XX e XXI.

Sobre o Teatro Santander
O Teatro Santander abriu as cortinas em 2016, com a proposta de ser um espaço multifuncional, moderno, sofisticado e inovador. É o único espaço no Brasil que possui o sistema de recolhimento automático das poltronas e de varas cênicas automatizadas, que permitem a mudança de configuração do espaço em questão de minutos.

Pelo palco do Teatro Santander já passaram musicais como, “Wewill Rock You”, “Se meu apartamento falasse”, “Cantando na Chuva”, “My Fair Lady”, “Alegria, Alegria, Alegria”, “A Pequena Sereia”, “Annie”, “SunsetBoulevard” e “Escola do Rock”.

O Teatro Santander também já recebeu diversos eventos corporativos importantes, além de desfiles, jantares, premiações para empresas, seminários e workshops. Graças a sua versatilidade e tecnologia, o espaço está preparado para receber qualquer tipo de evento sem necessidades de mudanças na configuração. O Teatro Santander também dispõe de acessibilidade para comodidade e locomoção necessária.

Sobre a Cisne Negro Cia. de Dança
A Cisne Negro Cia. de Dança, sob a Direção Artística de Hulda Bittencourt e Dany Bittencourt, considerada uma das melhores companhias do país, sucesso de crítica e de público, no Brasil e no exterior, com 44 anos de existência está sempre pronta a levar a sua inovadora dança aos quatro cantos do planeta, acreditando que a arte e a cultura são importantes ferramentas de transformação social, alimento de esperança e sonhos de muitas pessoas.

- Advertisement -

Latest Posts

spot_img

Não Perca

Fique Sempre INFORMADO!

Receba em seu email as últimas notícias de americana e região!

WhatsApp chat