spot_img

Últimas Notícias

Aulas presenciais serão retomadas em primeiro de agosto com testagem na rede

- Advertisement -

Anúncio foi feito pelo secretário estadual e pelo governador João Doria; haverá três tipos de testagens e pais poderão optar em encaminhar ou não os filhos às escolas

O secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, informou que as aulas presenciais nas escolas estaduais serão retomadas em primeiro de agosto, com testagem dos profissionais. Mesmo assim, a família poderá optar em mandar ou não o filho para as escolas.

As informações foram passadas em entrevista coletiva do centro de contingência de combate ao coronavírus, no Palácio dos Bandeirantes, nesta quarta-feira (16). “Nesta nova etapa, para calcular a porcentagem de alunos permitidos será levada em consideração a capacidade total de acolhimento das escolas e não mais o total de matrículas. O distanciamento mínimo entre as pessoas passa a ser de 1 metro e não mais de 1,5 metro. Cada escola irá elaborar o seu plano de retorno levando em consideração a realidade da comunidade escolar, e neste momento a volta às aulas presenciais não será obrigatória para os estudantes”, trouxe a nota do Estado.

“A partir de primeiro de agosto, todos os nossos estudantes estarão dentro das escolas com outras regras”, afirmou o secretário estadual, na coletiva. Segundo Rossieli, se as escolas não conseguirem manter o limite mínimo, poderão manter o rodízio de alunos.

Segundo o secretário, as condições epidemiológicas serão consideradas. A liberação das aulas presenciais foi possível com o avanço da vacinação dos professores, a partir de 18 anos, que continua em andamento. A meta é imunizar 843 mil servidores da educação de todo o Estado.

“Neste novo plano, a partir de agosto, cada escola deverá determinar a capacidade de acolhimento total de alunos de acordo com a sua realidade, desde que sejam respeitados todos os protocolos de prevenção, como uso de máscara, álcool em gel e distanciamento mínimo de um metro entre os estudantes na sala de aula”, afirmou o governador João Doria. “São Paulo foi o primeiro estado do Brasil a vacinar os profissionais de Educação e está empenhado em garantir um retorno seguro às aulas presenciais”, ressaltou o governador.

Também estão sendo adquiridos três milhões de testes de Covid-19 para profissionais da educação e estudantes. Serão três tipos de testagem: casos sintomáticos; envolvidos na ocorrência de dois ou mais casos com vínculo epidemiológico ou monitoramento sentinela, com testagem mensal ou bimestral, para verificar a prevalência dentro da rede.

Todos os demais protocolos de segurança para o combate ao coronavírus como uso correto de máscara, medição de temperatura, higienização constante das mãos e identificação e afastamento de casos suspeitos ou confirmados serão mantidos.

“Quanto mais tempo demorarmos a voltar, maior será o déficit de aprendizagem dos nossos estudantes. É urgente voltarmos com nossas crianças, jovens e adultos às aulas presenciais”, destacou Rossieli Soares.

Avaliação feita pela Seduc-SP e Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) detectou uma estimativa de 11 anos para os alunos da rede estadual recuperarem a aprendizagem em Matemática. Sem contar que os impactos na saúde emocional dos estudantes podem ser potencializados.

No ensino superior, os cursos da área de saúde, como medicina, saúde coletiva, saúde pública e medicina veterinária, poderão ter aulas 100% presencial.

- Advertisement -

Latest Posts

spot_img

Não Perca

Fique Sempre INFORMADO!

Receba em seu email as últimas notícias de americana e região!

WhatsApp chat