Últimas Notícias

CPFL inicia construção da subestação do Zanaga orçada em R$ 9 milhões

- Advertisement -

Esses recursos também serão aplicados na modernização da rede de energia; 40 mil clientes e o distrito industrial serão beneficiados

A CPFL Paulista iniciou as obras de construção da subestação Americana, na entrada do Bairro Antonio Zanaga, que aumentará a oferta de energia no município. O investimento de todo o sistema é de R$ 9 milhões e engloba a troca da rede de energia. A companhia empregará 44 trabalhadores durante as obras, que serão concluídas em 30 de junho do ano que vem. Cerca de 44 mil clientes serão beneficiados com as obras, que fazem parte do plano de expansão do sistema elétrico.

A informação foi prestada por funcionários da companhia, durante apresentação dos projetos aos vereadores na sessão da última quinta-feira (10). Segundo o gerente de operações de campo da CPFL Paulista, Manoel Rizeuto Pinheiro Filho, a área – que fica na frente do prédio da Força Tática da Polícia Militar – foi projetada já prevendo a taxa de crescimento da região, o vetor de crescimento de acordo com o Plano Diretor e também a demanda por energia das indústrias instaladas no distrito industrial.

- Advertisement -

Essa subestação será importante para toda a cidade, porque terá uma relação com todas as outras subestações para “manobra de carga e flexibilidade operativa”, ou seja, poderá ser transferida carga dela para as outras subestações. “A vantagem de uma subestação dessa é a capacidade de carga disponível para o crescimento da cidade nos próximos anos”, ressaltou o gerente.

A consultora de Negócios da CPFL Paulista, Talita Pinoti, disse que as obras vão beneficiar a região do Antonio Zanaga e do Salto Grande. Ela informou que as obras já começaram e estão na fase de terraplenagem. Segundo ela, também beneficiará o Distrito Industrial situado às margens da Rodovia Anhanguera (SP-330), que está em constante crescimento.

Este investimento também será na troca de 40 quilômetros de rede de energia no entorno e outros trechos da cidade, que já está sendo remodelada. Os serviços se referem a troca de rede, dos cabos e dos postes e execução da linha de transmissão.

A CPFL informou que vai investir R$ 49,19 milhões em Americana e nos outros 19 municípios de sua área de atuação. Recentemente, a companhia também anunciou um pacote de investimentos em projetos de eficiência energética, como implantação do sistema fotovoltaico no Hospital Municipal e de energia mais limpa nas Unidades Básicas de Saúde do Jardim Boer, São Vito e na Unidade de Pronto Atendimento do Zanaga, que permitirá redução de 30% a 50% no consumo de energia.

PODA
Durante a exposição dos projetos de investimentos, as empresas terceirizadas que prestam serviços de poda foram criticadas pelo presidente da Câmara, Thiago Martins (PV) e por outros vereadores. “Não é poda de árvore, é destruição”. Ele reclamou das podas drásticas feitas para impedir que as copas das árvores enrosquem nos fios. A companhia se comprometeu também em analisar os casos pontuais apresentados pelos vereadores, que engrossaram as críticas.

Outro assunto bastante debatido foi quanto a proibições de instalação de determinados tipos de estabelecimentos comerciais e até mesmo de ciclovias embaixo dos linhões, em razão de riscos de acidentes e até mesmo episódios como de sensação de choque, que podem ocorrer dependendo do clima e da umidade. A sugestão da companhia foi elaborar um projeto de lei para definir em quais trechos podem ser autorizadas hortas e estacionamentos e quais trechos devem ser vetados para reaproveitamento embaixo das faixas de servidão.

- Advertisement -

Latest Posts

spot_img

Não Perca

Fique Sempre INFORMADO!

Receba em seu email as últimas notícias de americana e região!

WhatsApp chat