spot_img

Últimas Notícias

Em sessão de 5 horas e meia, nenhum Vereador falou sobre o caos no Hospital

- Advertisement -

Durante a Sessão mais longa dos últimos anos, muito se foi discutido. Embora tenham algumas excessões como foi o caso dos Vereadores; Geraldo Fanali, Otto Kinsui e Alfredo Ondas que não usaram a palavra, os demais colegas discutiram muito, sobre ao menos 40 assuntos, os principais deles foram as brigas sobre a CEI do DAE, eleições 2020 e atritos de ideologias.

Aos poucos jornalistas que aguentaram ficar até o final, foi possível assistir um clima extremamente pesado entre 2 Vereadores, após o Vereador Renato Martins dizer ao Vereador Vagner Malheiros para ele ter palavra, num tom bastante ácido.

Outras discussões acaloradas fizeram parte dessa Sessão. Como um “bate boca” áspero e alto entre Kim e Rafael Macris.

- Advertisement -

O Vereador Juninho Dias aproveitou o dia propício, subiu à tribuna e teceu um longo discurso sobre vários assuntos, até cutucou os Vereadores que foram a região do Zanaga pedir voto mas não tem coragem de aparecer por lá.

Thiago Martins aproveitou e mandou indiretas para quem ele mencionou como “turista na cidade” referência ao ou aos Vereadores que não andam na cidade e as vezes nem moram por aqui.

Coube críticas ao projeto Escola Sem Partido por parte da estreante na casa, Professora Juliana, que repudiou a aprovação do projeto caso venha ocorrer, onde um “bendito cartaz será colado nas escolas afirmando o que não pode ser dito por lá” Juliana disse que teme por adolescentes que por exemplo se amedrontem em contar casos de abusos sexuais aos professores. Citando ainda outros exemplos.

Um Vereador utilizou o tempo que tinha direito para falar da ROTA da Capital.

Teve até a discussão de um requerimento que solicitava à Prefeitura o asfaltamento de uma rua que já tem asfalto a 40 anos.

O Presidente da casa pediu licença para falar de um curso preparatório de campanha e convidou os demais para participarem juntos já que teriam descontos.

Léo da Padaria pediu a palavra para criticar quem futuramente venha querer esconder que o recapeamento do Jd. Alvorada foi luta do Vereador.

Bom, hoje teve de tudo durante a Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Americana.

Enquanto a Sessão passada durou 2 horas e 31 minutos como o Jornal Americanense noticiou. A de hoje durou exatamente 5 horas e 21 minutos.

Mesmo sendo a Sessão mais longa (e cansativa) dos últimos anos, neste mesmo dia milhares de pessoas aguardaram mais que estas 5:h e 21m para serem atendidas no Pronto Socorro do HM.

Mesmo assim, absolutamente nenhum Vereador, utilizou a palavra , sequer por 5 segundos para falar sobre o caos vivido hoje no Hospital.

No fim da Sessão, o Vereador Welington Rezende falou sobre PS Zanaga, sobre a falta de médicos por lá. Mas estava desinformado com relação ao Hospital Municipal, tanto que chegou a dizer que as secretarias de Governo e Saúde justuficaram que enviaram pacientes do Zanaga para o HM pois lá estava mais “tranquilo”.

Já a votação sobre o reajuste salarial dos parlamentares, não entrou em discussão hoje.

- Advertisement -

Latest Posts

spot_img

Não Perca

Fique Sempre INFORMADO!

Receba em seu email as últimas notícias de americana e região!

WhatsApp chat