spot_img

Últimas Notícias

O que fazer em caso de reação à vacina da Covid-19

- Advertisement -

Vereador e médico Dr. Daniel orienta procurar médico se sintomas persistirem por mais de três dias

O vereador de Americana e médico Daniel Martins Cardoso (PDT), que está na linha de frente de combate a Covid-19, disse que os vacinados contra esta doença devem procurar por atendimento médico caso as reações se prolonguem por mais de três dias. Ele orientou a população em razão dos comentários nas redes sociais sobre as reações adversas apresentadas por parte dos imunizados. Ele disse que a reação adversa pode ocorrer em relação a qualquer uma delas.

Isso já ocorre, por exemplo, no caso de imunização de crianças contra outras doenças e normalmente os profissionais de saúde orientam que as crianças podem ficar “enjoadinhas”, ter febre, gemer e diminuir apetite. Mas são efeitos passageiros. E com os imunizantes contra a Covid-19 pode ocorrer o mesmo.

- Advertisement -

“Assim como a vacina contra a Covid, qualquer outro medicamento pode causar reação adversa, principalmente alergia. Tem pessoas que têm alergia à dipirona, outros a paracetamol, outros a anti-inflamatório, mas a antibióticos também. Tem pessoas que têm reação alérgica a camarão, a peixe, a carne de porco, a picada de insetos, como abelha, por exemplo. E esse que é o caso mais grave, das vacinas, principalmente da Covid”, comentou.

“Quando uma pessoa tem uma reação alérgica, que é o choque anafilático, essa reação ocorre de imediato. Ela não vai acontecer de um dia para o outro. Isso são minutos após a vacina. Por isso que tem a recomendação das vacinas que usam os ovos da galinha, para fazer a composição da vacina”, explicou. Pacientes alérgicos a ovos são orientados a não tomar essas vacinas que usam esses componentes.

As reações mais comuns após aplicação das vacinas contra a Covid são dor local, febre baixa e dores musculares no local da aplicação. “Quando procura o hospital? A partir do momento que você vê que isso não é leve, que está persistente, que está incomodando muito”, disse o médico.

Dr. Daniel esclareceu que algumas pessoas têm tolerância maior ou menor a dor. Se depois de dois ou três dias, a dor passar a ser moderada e o vacinado apresentar náuseas, vômito e febre, tem que procurar o médico, porque pode ser uma reação da vacina.

Além disso, explicou, esses sintomas podem ser manifestação da doença. Ou seja, a pessoa já havia contraído a Covid-19 antes de tomar a vacina. “Vamos supor, uma pessoa é contaminada hoje e vai começar com os sintomas de três a cinco dias. Vamos supor que no quarto dia, um dia antes de iniciar os sintomas da Covid, ela tomou a vacina. E depois ela acha que foi a reação da vacina, mas, de fato é a Covid”, esclareceu.

Não é considerado normal continuar a sentir dores depois de três dias de tomar o imunizante. “Se vê que está persistindo, está durando muitos dias, aí é hora de procurar posto de saúde, pronto atendimento. Em toda a dúvida, a melhor coisa a fazer é procurar um médico, um profissional de saúde, que, com certeza, terá o maior prazer em responder a essas questões. A gente não está ali só para tratar as coisas graves, não. Orientar as pessoas e pacientes faz parte do tratamento também”, ressaltou o médico.

- Advertisement -

Latest Posts

spot_img

Não Perca

Fique Sempre INFORMADO!

Receba em seu email as últimas notícias de americana e região!

WhatsApp chat