spot_img

Últimas Notícias

Prefeitos da RMC pedem mais vagas de UTI e enfermaria no AME Campinas

- Advertisement -

Pedido será encaminhado ao governo do Estado; intenção é atender aumento da demanda de pacientes com Covid nas 20 cidades da região

Os prefeitos da Região Metropolitana de Campinas estão pedindo ao Estado aumento do número de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e de enfermaria no AME (Ambulatório Médico de Especialidades), em Campinas, para atender o crescente aumento da demanda. Essa unidade também atende pacientes das 20 cidades, inclusive de Americana e Santa Bárbara d´Oeste.

O assunto foi discutido e definido em reunião dos prefeitos que integram o CD (Conselho de Desenvolvimento) da RMC, em Jaguariúna. E foi embasado no aumento do número de internações.  

- Advertisement -

Segundo a Agemcamp (Agência Metropolitana de Campinas), o AME Campinas conta com 25 leitos de UTI e cinco leitos de enfermaria, todos ocupados por pacientes da região metropolitana. A proposta de ampliação foi levantada pelo prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos).

“Não adianta continuarmos debatendo em cima de hospitais de campanha, que não têm condições de receber leitos de UTI. E é de leitos de UTI que continuamos precisando. O AME já tem toda uma estrutura, aliás, uma excelente estrutura construída pelo Estado. Desta forma, é muito mais fácil ampliar o número de leitos lá do que construir um hospital de campanha”, disse Saadi.

 Presidente do Conselho e prefeito de Jaguariúna, Gustavo Reis (MDB), disse que a retomada do AME como espaço exclusivo para atender pacientes com Covid foi um pedido feito pelos prefeitos da RMC e atendido pelo Estado. “É um assunto que volta à tona, diante do grande número de pacientes que precisam de um leito de UTI na região”, ressaltou.

ECONOMIA

Além disso, os prefeitos criaram um Comitê de Retomada Econômica da RMC. Esse comitê será formado por representante dos municípios integrantes da RMC; do estado e da sociedade civil.  “A ideia é discutir propostas e ações que visem a elaboração e implementação de um plano regional de retomada econômica neste momento de pandemia e pós-pandemia”, informou a diretora regional de Trabalho e Empreendedorismo da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Alcinéa Moraes.

HABITAÇÃO

Presente ao encontro, o secretário estadual de Habitação, Flávio Amary, assinou a liberação de R$ 627 mil para regularização de imóveis em oito cidades, dentro do programa “Cidade Legal”, que beneficiará mais de 2,1 mil famílias de Campinas, Cosmópolis, Holambra, Itatiba, Morungaba, Santa Bárbara d’Oeste, Santo Antonio de Posse e Sumaré.

- Advertisement -

Latest Posts

spot_img

Não Perca

Fique Sempre INFORMADO!

Receba em seu email as últimas notícias de americana e região!

WhatsApp chat