spot_img

Últimas Notícias

Pessoas podem doar livros para Geladoteca do Rotary Club Americana Ação

- Advertisement -

Projeto da Geladoteca quer levar conhecimento e estimular a leitura entre os moradores

O Rotary Club Americana Ação está precisando da doação de livros para abastecer as Geladotecas instaladas em pontos de Americana. Os interessados podem separar livros e depositar nas geladeiras, para posterior retirada pelos leitores. Esse projeto foi implantado há dois anos e conta atualmente com oito pontos de leitura.

O presidente do clube de serviço, Jairo Guilherme Silva, o Jairinho, informou que há oito pontos com geladeiras, entre os quais Apae de Americana, no Residencial Nardini; na Rua Florindo Cibin, perto da Favela do Zincão; na Praça Nações Unidas, no Frezzarin; e no Cemitério do Parque Gramado.

- Advertisement -

Nesse projeto, as pessoas abrem a geladeira, pegam os livros e levam para casa. Se quiserem devolver, tudo bem. Se quiserem ficar com o livro, sem problema. Não tem ninguém que fica observando ou anotando. “A criança que quiser levar livro, leva. Quem quiser levar livro para a geladeira, também pode levar”, informou Jairinho. Segundo o presidente do clube, a própria comunidade adotou esses pontos de leitura e evita atos de vandalismo.

”O Rotary não está presente em todos os lugares, então, a comunidade adota a geladeira para si. Temos na Praça Nações Unidas, no Frezzarin, que também foi a primeira geladeira e faz já dois anos e a geladeira está intacta. Nós imaginávamos que as pessoas fossem levar embora, enfim, danificar a geladeira, mas está lá. A comunidade tomou para si a geladeira. Faz parte da praça. Quem quiser pegar livro passa ali, retira o livro e leva embora. Se quiser devolver, maravilha. Se não quiser devolver, tranquilo, mas o objetivo é que as pessoas leiam o livro e  quem tem livro em casa também possa levar”, explicou.

Os voluntários passam no espaço uma vez por semana para arrumar e limpar. A intenção é estimular o hábito de leitura. “É legal você ir em uma praça, abrir a geladeira do conhecimento. Presume-se que tenha alimentos ali, de todas as formas, de todos os conhecimentos, você pega um livro, senta no banco da praça, começa a ler e aí você viaja na imaginação”, comentou Jairinho.

Com a retomada das aulas presenciais, o Rotary vai estimular as escolas dos bairros a adotarem a Geladoteca, para que os estudantes possam frequentar as praças, ler os livros e fazer doações.

- Advertisement -

Latest Posts

spot_img

Não Perca

Fique Sempre INFORMADO!

Receba em seu email as últimas notícias de americana e região!

WhatsApp chat