spot_img

Últimas Notícias

Após desfiliações, Omar assume presidência do MDB e lança Neto

- Advertisement -

Após recusa da filha, Omar Najar Neto se colocou à disposição do partido

O ex-prefeito de Americana, Omar Najar, assumiu a presidência do diretório local do MDB em evento do partido neste domingo (15). O cargo estava vago desde o afastamento de Fernando Giuliani em 2020, que também se desfiliou do partido para cuidar de compromissos pessoais.

No evento, Omar Najar Neto, neto de Omar Najar, se colocou à disposição do partido para disputar a eleição a deputado no ano que vem.

- Advertisement -

Na verdade, admitiu Omar, o ex-prefeito gostaria de lançar a candidatura da filha, Maíne, que foi presidente do Fundo Social durante o seu mandato como prefeito, mas ela descartou esta possibilidade. Nas conversas com o avô, Omar Neto demonstrou esta vontade de concorrer.

Apesar de ter legenda, Omar não demonstrou interesse em ser candidato a deputado.

Durante o programa A Voz do Povo, na emissora Azul, de sua propriedade, na sexta, Omar falou sobre o assunto. “Estou com saúde e vontade de continuar trabalhando pela nossa cidade”, disse apenas isso.

Neto, que no evento declarou o interesse, comentou com o JA que adquiriu um gosto pela política, desde as eleições de 2008, quando seu avô foi candidato a prefeito, mas não venceu as eleições. “A gente está junto com o partido, com o MDB, analisando a melhor solução e a melhor proposta, mas não é uma coisa de descartar, mas a vontade é de unir o grupo e a gente vai respeitar o que decidirem, o que for melhor para o partido”, afirmou. Ele atuou nos últimos tempos na presidência do MDB Jovem.

DESFILIAÇÕES

O ex-presidente do MDB, Fernando Giuliani, que está sem partido no momento, disse que apoia o nome de Omar para assumir a presidência da sigla. “O Omar é uma excelente pessoa e assumindo o MDB vai ser promissor e vai ter sucesso no partido, como sempre teve”, disse. Giuliani se desfiliou antes da eleição municipal ano passado, para se dedicar aos negócios e à Secretaria de Cultura e Turismo, cargo que ocupou na gestão passada e na atual.

Recentemente o ex-vereador Davi Evangelista também trocou a sigla pelo PV, mas a redução do quadro de filiados vem ocorrendo há mais tempo.

Da bancada de quatro vereadores eleita em 2016, o MDB perdeu Otto Kinsui, atualmente suplente de vereador em exercício pelo Cidadania; e Marco Antônio Alves Jorge, o Kim, que deixou a sigla e disputou as eleições pelo Solidariedade em 2020. Além destes, há ainda Alfredo Ondas, que abdicou da tentativa de se reeleger como vereador para ser candidato a prefeito pelo MDB no ano passado.

Apesar das perdas, o partido manteve Juninho Dias, vereador mais votado em 2020 com 3.998 votos e fiel aliado do ex-prefeito, além de membro da base de governo do prefeito Chico Sardelli.

- Advertisement -

Latest Posts

spot_img

Não Perca

Fique Sempre INFORMADO!

Receba em seu email as últimas notícias de americana e região!

WhatsApp chat