spot_img
spot_img

Últimas Notícias

Vereadores indicam elaboração de projeto para regulamentar 5G em Americana

- Advertisement -

Juninho Dias (MDB), Nathália Camargo (AVANTE) e Marschelo Meche (PSL) protocolaram os pedidos

Três indicações sugerindo a elaboração de um projeto de lei para que o município de Americana se prepare para receber a tecnologia 5G foram protocolados nessa semana. A necessidade de um projeto como esses se dá pela existência de um item no edital da Anatel que permite que as operadoras priorizem cidades que já tiverem modernizado sua legislação municipal. Juninho Dias (MDB) protocolou o primeiro pedido na segunda-feira (8), e em seguida Nathália Camargo (Avante) na terça-feira (9) e Marschelo Mesche (PSL) nesta quarta-feira (10).

Americana é a única entre as suas cinco cidades vizinhas que tocou no assunto. São 19 cidades no país que já se adequaram à nova tecnologia. No estado de São Paulo, Santo André e Ribeirão Preto saíram na frente. Na capital paulista foi protocolado o primeiro projeto do país. No entanto, os vereadores foram contrários à celeridade na tramitação, já que o texto não abrangia bairros periféricos.

- Advertisement -

Em outros municípios, vereadores elaboraram o texto do projeto, como é o caso de Rio de Janeiro e Florianópolis, as pioneiras do país. Na capital de Santa Catarina, a tecnologia foi aprovada em outubro e sancionada ontem. Já em Americana, os vereadores pediram à Prefeitura que elaborasse o projeto, o que pode retardar o processo.

“Os estados e municípios que estiverem alinhados com a legislação federal (lei 13.116/2015 e decreto 10.480/2020) serão os mais propensos a receberem investimentos em infraestrutura de telecomunicações”, afirmou o presidente da Abritel, Luciano Stutz.

Entenda o que é o 5G
O 5G é uma nova tecnologia que amplia a velocidade da conexão móvel e reduz a latência, permitindo novos serviços com conexão com segurança e estabilidade que abrem espaço para o uso de novos serviços em diversas áreas, como indústria, saúde, agricultura e na produção e difusão de conteúdos.

Diferente das mudanças nas gerações passadas, do 2G, 3G e 4G, não se trata apenas de aumento de velocidade de conexão, mas também na especificação de serviços que permitam o atendimento a diferentes aplicações, em especial àquelas relacionadas à chamada Internet das Coisas (IoT), que é o uso coordenado e inteligente de aparelhos para controlar diversas atividades.

Ao conectar objetos do cotidiano – como eletrodomésticos, smartphones, roupas e automóveis – à internet (e entre si), a tecnologia 5G permitirá até mesmo a realização de procedimentos médicos delicados a distância, além de sistemas de direção automática de carros e as mais diversas tecnologias de automação e inteligência artificial, inclusive para a agricultura, a indústria e as cidades.

Em colaboração com a Agência Brasil

- Advertisement -

Latest Posts

spot_img

Não Perca

Fique Sempre INFORMADO!

Receba em seu email as últimas notícias de americana e região!

WhatsApp chat