Últimas Notícias

Jussania Oliveira: O emocional nas festas de final de ano

- Advertisement -

Quando chega o período de festas de final de ano, percebo uma mudança significativa no emocional das pessoas, tanto em meus pacientes quanto nos indivíduos de um modo geral.

É interessante observar como cada um sente e vive estas últimas semanas.

Há quem faça trabalhos voluntários, fique mais animado, feliz, solidário, sorridente (sim, algumas pessoas sorriem mais), enfim, como se ganhassem uma energia extra.

- Advertisement -

Mas há também os que dizem não gostar desta época do ano, ficando mais “acabrunhados”, tristes, desanimados e até deprimidos.

E então vocês me perguntam: Ju, por que isso acontece?

Quero explicar pra vocês como funciona o ser humano.

Nós somos uma tríade, ou seja, pensamento, sentimento e comportamento.

Explicando melhor: você pensa algo, seu pensamento promoverá um sentimento e este sentimento acarretará um comportamento.

Dando um exemplo: para alguém que tenha sofrido uma grande perda de um ente querido, esta pessoa pensa nas festas sem a presença deste ente, o pensamento gerará um sentimento de tristeza e essa tristeza poderá promover um comportamento de não querer participar de reuniões, evitar comemorações, se isolar. Ficou mais claro?

Nós somos aquilo que pensamos. Portanto, precisamos estar sempre atentos a nossa linha de pensamento, sempre buscando transformar pensamentos pessimistas, derrotistas, negativos e infelizes em algo construtivo, positivo e motivacional.

Usando o mesmo exemplo: é óbvio que quando perdemos alguém importante precisaremos de um tempo para nos recuperar e aceitar esta perda. Você não será a pessoa mais feliz no Natal (sou a prova viva disto, pois perdi meu único irmão este ano), já que a festa se caracteriza pela união de familiares e amigos, por ser um momento de celebração. Mas você pode pensar que, estando com pessoas que também são importantes pra você e que te querem bem, vai fazer com que você se sinta acolhido, apoiado e bem recebido.

Afinal, só continuamos por aqui se ainda tivermos algo a fazer, não é mesmo? Não somos eternos! Nada nem ninguém é!

E estar na presença de quem você ama certamente te fará se sentir melhor, mesmo que por alguns momentos.

De qualquer modo, procure respeitar os seus sentimentos e desejos. Muitas vezes, no intuito de agradar alguém, passamos por cima de nós mesmos para privilegiar o outro.

O importante é que você se sinta bem consigo e com suas ações.

E lembre-se: você não precisa ser forte o tempo todo! Tudo bem não estar bem em alguns momentos, mas isto não pode perdurar indefinidamente. Se estiver muito difícil lidar com suas perdas e sofrimentos, busque sempre ajuda profissional especializada!

A mensagem que eu gostaria de deixar pra vocês, neste primeiro final de ano que estamos juntos é: a vida é rara e um grande privilégio! Não temos a eternidade para fazer tudo o que desejamos. Então, faça valer cada minuto de sua passagem por aqui, seja sua melhor versão, procure se desenvolver e realizar seus sonhos. Seja único!

Mas, principalmente, seja feliz! Feliz do seu jeito, a sua maneira!

Feliz Natal, lindezas!

Beijo da Ju!

- Advertisement -

Latest Posts

Mais Lidas