Pesquisar
Close this search box.

Redação Jornal Americanense

Americana é a melhor colocada da região em ranking de Desenvolvimento Sustentável

“Americana mais uma vez se destaca e isso é motivo de orgulho, mas também nos motiva a trabalhar cada vez mais […] Estou feliz, mas quero mais!”, comemorou o prefeito Chico Sardelli

O município de Americana ficou em primeiro lugar da região e ficou em 44º lugar na classificação geral de Desenvolvimento Sustentável, entre 5.570 cidades do País. Americana foi a cidade melhor classificada da RPT – Região do Polo Têxtil (Santa Bárbara D´Oeste, Sumaré, Nova Odessa, Americana e Hortolândia) no ranking que mede o desempenho dos municípios brasileiros no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU – Organização das Nações Unidas.

O prefeito Chico Sardelli falou sobre a importância de mais esse resultado positivo para o município. “Americana mais uma vez se destaca e isso é motivo de orgulho, mas também nos motiva a trabalhar cada vez mais pelo cumprimento das ações necessárias nas mais diversas áreas para elevar a qualidade de vida da nossa população. Estou feliz, mas quero mais!”, comemorou o prefeito.

Os ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável são 17, na seguinte ordem: erradicação da pobreza; fome zero e agricultura sustentável; saúde e bem-estar; educação de qualidade; igualdade de gênero; água limpa e saneamento; energia limpa e acessível; trabalho decente e crescimento econômico; indústria, inovação e infraestrutura; redução das desigualdades; cidades e comunidades sustentáveis; consumo e produção responsáveis; ação contra a mudança global do clima; vida na água; proteger a vida terrestre; paz, justiça e instituições eficazes; e parcerias e meios de implementação.

Com o objetivo de permitir uma visão geral e integrada dos municípios em cada um dos ODS, e visando estimular o cumprimento da Agenda 2030 da ONU, o Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades – Brasil (IDSC-Br) está sendo lançado oficialmente no Fórum de Desenvolvimento Sustentável das Cidades, entre hoje (8) e domingo (10), na Bienal do Ibirapuera, em São Paulo.
De acordo com o site oficial do IDSC-Br, a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) surgiram em 2015, como um grande pacto supranacional para o enfrentamento dos principais desafios globais. Assinado por autoridades dos 193 Estados-membros da Organização das Nações Unidas (ONU), incluindo o Brasil, o acordo logo se apresentou como uma ambiciosa agenda comum para nações de todos os continentes.

Com o propósito de promover universalmente a prosperidade econômica, o desenvolvimento social e a proteção ambiental, a Agenda 2030 trata de questões que requerem a participação ativa de todos – governos, sociedade civil e setor privado.

Oferecer as ferramentas necessárias para os municípios brasileiros superarem esse desafio é uma das grandes ambições do Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades – Brasil (IDSC-BR), uma iniciativa do Instituto Cidades Sustentáveis (ICS), no âmbito do Programa Cidades Sustentáveis (PCS).
O ranking completo pode ser acessado no site https://idsc.cidadessustentaveis.org.br/ .

Foto: Fernando Giordano

COmpartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp
Mais lidas

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

Cidades

28 maio 2024

O prefeito de Americana, Chico Sardelli, assinou o decreto nº 13.525, de 24 de maio de 2024, que dispõe sobre

Cidades

28 maio 2024

Os vereadores de Americana aprovaram na reunião desta terça-feira (28), com 17 votos favoráveis e uma ausência, em segunda discussão,

Cidades

28 maio 2024

O deputado estadual Dirceu Dalben (Cidadania) participou, nesta segunda-feira (27), da sanção da lei que cria as Escolas Cívico-Militares nas

Cidades

28 maio 2024

Neste domingo (26), o Instituto Pernas da Alegria, em parceria com o psicólogo Dr. Rafael Augusto Costa, proporcionou uma manhã

Cidades

28 maio 2024

A Prefeitura de Americana, por meio da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos (Sosu), iniciou nesta segunda-feira (27) a instalação

Cidades

28 maio 2024

Dez estudantes medalhistas, cinco professores e uma escola da rede municipal de Educação de Americana, premiados na 18ª Olimpíada Brasileira