Últimas Notícias

Denis Andia conversa com o JA e conta o que o motivou a trocar de partido

- Advertisement -

Ex-prefeito de Santa Bárbara d’Oeste mudou de partido e é a aposta do MDB para o cargo federal

Às vésperas do prazo máximo para mudar de partido, visando cargos em outras esferas políticas, o ex-prefeito Denis Andia e o atual prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Rafael Piovezan, trocaram o PV pelo MDB. O ex-prefeito barbarense foi confirmado como pré-candidato a Deputado Federal logo após trocar o PV pelo MDB. A movimentação gerou comoção pública na região. Na tarde desta quinta-feira (7) a redação do JA conversou com Andia a respeito da mudança e do futuro político e o que o motivou a pleitear o cargo.

“Primeiro, acredito que eu fechei um ciclo frente ao Executivo, a prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste, concluído do início ao meio e ao fim. Foram dois mandatos muito positivos para a cidade, com profunda evolução e transformação. A partir do fechamento deste ciclo virtuoso, é natural que se imagine outras formas de continuar contribuindo, não somente com Santa Bárbara d’Oeste, mas também às outras cidades ao nosso entorno, da nossa região”, conta.

Rafael Piovezan, Denis Andia e Baleia Rossi, durante cerimônia de filiação dos ex-PV ao MDB. Foto: Instagram @baleia.rossi

Mudança de Partido

- Advertisement -

A escolha pelo MDB foi tema da conversa. Nos bastidores, haviam indícios de que Andia havia recebido diversos convites para associar-se a outros partidos políticos. Esta informação foi confirmada pelo pré-candidato, que afirmou ter optado pelo MDB após extensos estudos e avaliações sobre o que seria melhor para a população da região, bem como a estrutura partidária.

“O MDB é uma opção muito estudada, muito ponderada, dentro de um momento que eu vou para uma pré-candidatura a Deputado Federal. É um partido que reúne melhores condições de eleição e tem uma conjuntura regional de lideranças e pessoas que eu tenho afinidade. [esta conjuntura é formada] De atuais prefeitos a ex-prefeitos, que acabam por formar um ambiente que torna ainda mais favorável e positivo”, explica.

Projeto unificado pela região

Andia destacou ainda que a saída dele e de Piovezan do PV e a ida para o MDB só foi possível devido a ação de algumas pessoas, dentre elas a do ex-prefeito de Americana, Omar Najar (MDB).

“O Omar Najar é alguém que me incentivou muito a ingressar no MDB num momento em que eu estudava o convite de alguns outros partidos. Ele foi alguém que me trouxe uma segurança e uma pré-disposição ainda maior ao MDB, que é o partido dele”, conta.

Quanto a Piovezan, Andia contou que a mudança conjunta tem intuito de reforçar o projeto unificado que possuem para alcançarem melhorias para toda a região.

“Tem algumas pessoas que foram importante nessa tomada de decisão de ir para o MDB. Uma delas é o prefeito Rafael Piovezan, que vem junto comigo para o MDB, e reforça o compromisso que nós temos do projeto para a nossa cidade e região”, avalia.

Andia afirma ainda que é natural a progressão na política e que ele já havia cumprido sua função junto ao Poder Executivo de Santa Bárbara d’Oeste e, por este motivo, atualmente é pré-candidato ao cargo de deputado federal. Quanto a mudança de partido, afirma que foi algo estudado e bem avaliado, com ajuda de pessoas que confia e admira.

[Tanto Piovezan, quanto Najar] são duas referências importantes nesta tomada de decisão”, relata.

Relacionamento com o prefeito de Americana

Ainda em conversa, Andia afirmou ter amizade com o atual prefeito de Americana, Chico Sardelli (PV). O pré-candidato disse que, em um eventual mandato, fornecerá toda ajuda para trazer recursos ao município e auxiliar Sardelli em projetos que visam melhorias para a cidade e região.

“Não posso deixar de dizer do meu amigo de longa data nessa jornada na vida pública, que é o atual prefeito da americana, o Chico [Sardelli]. Hoje, ele é um ex-companheiro de partido, mas é alguém que eu, se tiver a oportunidade de ser eleito, com toda certeza vou buscar insistentemente e incansavelmente ajudá-lo naquilo que ele precisar”, conclui.

Trajetória

Andia possui vasta carreira política e também já atuou em cargos de abrangência regional. No currículo, consta os cargos de presidente e vice-presidente da Região Metropolitana de Campinas (RMC).

“Eu tive a oportunidade e a honra de ter sido presidente da RMC por duas vezes, em 2017 e 2020. Fui vice-presidente duas vezes também, 2015 e 2016. Isso me proporcionou aprender e a conhecer a realidade mais a fundo dos 20 municípios [que integram] da RMC. São conhecimentos de ordem prática, com diálogo permanente com os prefeitos dessas cidades”, afirma.

Segundo Andia, a experiência frente a RMC é de extrema importância para pleitear o cargo federativo. Na região, criou alianças, bom relacionamento com os cargos de liderança e ganhou conhecimento das necessidades específicas de cada cidade.

“Isso tudo acaba dando uma visão regional sobre os desafios e as demandas principais de cada uma das cidades com muita clareza. Isso me permite deslumbrar, através de um eventual mandato, se assim as coisas se encaminharem, a oportunidade de fazer algo muito próximo aos municípios, muito relacionado ao que de fato os cidadãos mais precisam no seu dia a dia”, avalia.

- Advertisement -

Latest Posts

spot_img

Mais Lidas