Redação Jornal Americanense

Jussania Oliveira: Você gosta de sexo oral?

A prática do sexo oral é uma das principais atividades excitatórias na relação sexual. E uma preferência para muitos, também.

Mas há de se fazer algumas reflexões a respeito. É sabido que não temos educação sexual, nem na família, nem na maioria absoluta das escolas. Então, de que maneira os jovens aprendem e iniciam sua vida sexual?

Conversando com amigos, pesquisando na Internet, assistindo filmes pornôs (infelizmente)… Por que digo infelizmente sobre os filmes pornôs?

Porque estes filmes passam uma ideia completamente distorcida do que é a vida sexual na realidade.

Nestes filmes criam-se estereótipos do que são as práticas sexuais, variações sexuais, fantasias sexuais… Criam-se padrões de corpo e de “reações” emocionais a atividade sexual.

Ou seja, o início da vida sexual de qualquer pessoa que não tenha tido o privilégio de ter sido educado para, pode ser traumático e bastante frustrante.

E não é diferente com relação a prática do sexo oral. Ainda existem muitos mitos, tabus e preconceitos sexuais. E um dos mais falados é justamente o sexo oral.

Existem pessoas que dizem sentir nojo, que não é correto, e por aí vai…porque foram ensinadas, desde muito cedo, que o genital é “sujo”, que é “feio” tocar.

E desta maneira, muitas pessoas e casais abrem mão desta prática ao longo da vida.

Vamos aos fatos: Você beija na boca? Você gosta de beijar na boca? O beijo na boca de excita? Quando você faz sexo, você só coloca os seus lábios na boca de sua parceria? Em mais nenhuma parte do corpo dele(a)?

Você já parou para refletir que na boca há restos de alimentos, cheiro e gosto de comidas e bebidas (cerveja, alho, cebola, cigarro…) que podem ser muito desagradáveis? E que diferente da boca, o genital tem cheiro e gosto de limpeza? (Quando feito uma higiene adequada, né lindezas? Porque sexo oral sem uma bela higiene não dá!)

A restrição com o sexo oral é muito maior no público feminino (para fazer) do que os masculino. Por quê? Uai, porque as mulheres sofreram muito mais repressão em sua sexualidade do que os homens.

Agora me digam: Se você gosta da pessoa, escolheu estar com ela e fazer sexo com ela, beija a boca, as bochechas, o pescoço, etc, mas não beija ou põe a boca no genital… Já se perguntou por que? O que te impede? Se sabe que é prazeroso para sua parceria, por que não fazer?

Não estou dizendo que você seja obrigada a fazer o que não quer, o que não deseja. Estou dizendo pata buscar refletir e entender o porquê não faz, o quanto sua sexualidade foi censurada, castrada, o quanto você tinha ou tem medo de ser julgada.

Partimos do princípio que sexo é para ter é dar prazer, concorda?

Então avalie quais são suas restrições, bloqueios, preconceitos e busque tratar para se livrar disto.

Sexo é vida! Sexo é prazer! Sexo é saúde!

COmpartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp
Mais lidas

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

Saúde

23 fev 2024

O vereador Leco Soares (Podemos) reuniu-se na quarta-feira (21) em Brasília com a deputada federal Renata Abreu (Podemos), para tratar

Saúde

21 fev 2024

Um homem de 44 anos foi diagnosticado com chikungunya em Santa Bárbara, tornando-se o primeiro caso confirmado da doença na

Saúde

20 fev 2024

A Prefeitura de Sumaré entrega nesta sexta-feira (23) às 10 horas, as novas sedes do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel

Saúde

15 fev 2024

Alex, um morador de 38 anos de Americana, está liderando uma campanha para recuperar sua capacidade de andar após um

Saúde

9 fev 2024

A equipe da Hemodiálise do HM (Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi) organizou uma celebração antecipada de Carnaval para os pacientes

Saúde

8 fev 2024

O Banco de Sangue do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi terá horário especial de funcionamento durante a próxima semana, em