Últimas Notícias

Americana fica em primeiro lugar da região em bem-estar urbano

- Advertisement -

“Administrar uma cidade é escolher prioridades. E por meio dessa compilação, teremos subsídios e ferramentas para tomar decisões, detectar problemas e corrigir rotas”, ressaltou o prefeito Chico Sardelli

A Prefeitura de Americana lançou, nesta quinta-feira (28), o Informativo Socioeconômico 2022 – ano base 2021, no Auditório Villa Americana, no Paço Municipal.

Durante a cerimônia de entrega do novo informativo, compuseram a mesa o prefeito Chico Sardelli, o vice-prefeito, Odir Demarchi, o secretário de Planejamento, Diego de Barros Guidolin, a socióloga Maria Aparecida Martins Feliciano, e o vereador Pastor Miguel Pires, representando a Câmara Municipal.

- Advertisement -

Elaborado pela Secretaria de Planejamento de Americana, sob coordenação da socióloga Maria Aparecida Martins Feliciano, o atual estudo é baseado na sistematização de dados históricos, socioeconômicos, estatísticos e ambientais tomando como base o ano de 2021. A versão digital do informativo já está disponível no site da Prefeitura americana.sp.gov.br.

Os dados oferecem subsídios para pesquisadores, estudantes, empreendedores e cidadãos que, de forma geral, necessitam de informações referentes à cidade, além de auxiliar o poder público na avaliação e programação de políticas públicas.

Entre as novidades do informativo deste ano, está a compilação de números sobre ensino à distância, que teve um incremento nos últimos anos devido à pandemia de Covid-19.

Ainda na área de Educação, os dados sobre número de alunos das instituições de ensino superior de Americana foram contabilizados separadamente por cursos, ao contrário das edições anteriores, que compilaram apenas o número total de estudantes.

Os alunos de creches também estão separados por unidades municipais, filantrópicas e particulares que mantêm convênio com a Prefeitura. O maior detalhamento das informações é muito importante, entre outros desdobramentos, porque o nível de escolaridade da população é um dos destaques analisados pelas empresas que planejam se instalar na cidade.

O secretário de Planejamento, Diego de Barros Guidolin, lembrou que o informativo é elaborado desde 1985 pelos servidores de sua pasta. “O documento compila dados de órgãos federais e estaduais. É um raio-x da cidade para que tenhamos um município cada vez mais planejado, sustentável, humano e inteligente”.

A socióloga Maria Aparecida Feliciano Martins afirmou que Americana é o único município da região que realiza esse levantamento, desde então. “Várias secretarias, como Educação, Saúde e Gestão de Convênios, utilizam esses dados para planejar as suas ações”, disse.

O vice-prefeito, Odir Demarchi, elogiou o trabalho dedicado de toda a equipe. “É um exemplo para a região. Vamos tirar muito proveito desse informativo”, disse.

“Administrar uma cidade é escolher prioridades. E por meio dessa compilação, teremos subsídios e ferramentas para tomar decisões, detectar problemas e corrigir rotas”, ressaltou o prefeito Chico Sardelli.

Estiveram presentes também os secretários de Desenvolvimento Econômico, Rafael de Barros; de Gestão de Convênios, Vinicius Zerbetto; de Comunicação e Tecnologia da Informação, Allisson Roberto; de Educação, Vinicius Ghizini; e de Meio Ambiente, Fabio Renato Oliveira.

Americana é a primeira cidade da RMC em bem-estar urbano

Um dos dados em destaque no Informativo Socioeconômico é Americana ter sido a cidade da Região Metropolitana de Campinas (RMC) mais bem avaliada no Índice de Bem-Estar Urbano (IBEU), com uma pontuação de 0,917. O índice é elaborado pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Observatório das Metrópoles. 

O índice de Bem-Estar Urbano toma como base os dados do Censo do IBGE de 2010 e avalia quesitos como mobilidade urbana, arborização, água, esgoto, energia elétrica, coleta de lixo, relação do número de cômodos com a quantidade de moradores de cada imóvel, iluminação pública, asfalto, calçada e acessibilidade. O objetivo do estudo é dimensionar as condições coletivas de vida promovidas pelo ambiente construído na cidade.

Outros estudos também atestam a boa qualidade de vida oferecida aos habitantes de Americana. A pontuação da cidade no Índice de Desenvolvimento Humano é de 0,811. Na análise de dados sobre longevidade, educação e saúde, o munícipio figura como terceira melhor cidade da RMC, a 11º do Estado e a 19º do País.

Dados demonstram, ainda, que Americana segue a tendência mundial de diminuição na taxa de natalidade e no aumento da população idosa. Para exemplificar, em 2016 houve 2.509 nascimentos na cidade, contra 2.396 registrados em 2021, uma queda de 4,5%. Já os idosos, ou seja, pessoas com mais de 60 anos de idade, correspondem, atualmente, a 17,81% da população. Em 2016, esse percentual era de 15,10%.

O coeficiente de mortalidade infantil, utilizado por todos os países como um dos mais importantes indicadores de saúde em uma sociedade, diminuiu de 2014 para os dias atuais. Naquele ano, o índice era de 14,5 a cada mil nascidos vivos; em 2020, a taxa é de 7,13. Os dados demonstram a eficácia das políticas públicas em relação às ações de prevenção com a saúde materna.

Foto: Fernando Giordano

- Advertisement -

Latest Posts

Mais Lidas