Redação Jornal Americanense

Área azul: fiscalização por meio de câmeras é encerrada

A fiscalização da Área Azul de Americana realizada por meio de câmeras instaladas em carros foi encerrada nesta quarta-feira (31). A partir de agora, a notificação passará a ser feita somente por fiscais a pé, que deixarão avisos nos veículos em situação irregular. Foi a primeira medida colocada em prática entre as mudanças anunciadas na semana passada.

Com a retirada dos carros, haverá mais fiscais a pé, e todos eles farão a venda do ticket, facilitando o processo para as pessoas que têm dificuldade em utilizar os parquímetros. Haverá o mínimo de um fiscal para cada 90 vagas, 16 pontos fixos de venda em comércios, além de um ponto fixo no calçadão. O aplicativo Zul+ também segue em funcionamento.

A mudança já havia sido anunciada pelo prefeito Chico Sardelli durante entrevista coletiva realizada no último dia 25. Além do fim da fiscalização por câmeras, outras medidas deverão ser implementadas em um prazo de até 90 dias, entre elas a diminuição de 40% no total de vagas com cobrança, novas formas de compra do ticket e o congelamento da tarifa por mais 2 anos. Todas as alterações foram alinhadas entre a prefeitura, a Estapar (empresa que opera o serviço) e a Acia (Associação Comercial e Industrial de Americana).

“Fizemos um trabalho de muito diálogo entre todos os envolvidos, ouvindo principalmente a população que utiliza o serviço. O estacionamento rotativo é necessário para que as pessoas consigam encontrar vagas no Centro para frequentar o comércio, mas é preciso que o serviço seja de fácil acesso a todos, por isso, estamos anunciando uma série de mudanças para atender ao clamor dos americanenses”, disse o prefeito Chico Sardelli durante a coletiva.

A área de abrangência será reduzida em 40% em relação ao previsto no contrato inicial, firmado em 2018. Em vez das 2.254 estipuladas no documento, a Área Azul passará a ter apenas 1.366 vagas. A cobrança será retirada de ruas da extremidade da área de cobertura, onde as estatísticas apontam que há menos uso do serviço. Esses pontos serão divulgados posteriormente, mas já há dois definidos: Rua Carioba (pós-linha férrea) e nas ruas laterais ao Mercado Municipal.

Outro ponto acordado entre a prefeitura e a Estapar é que não haverá aumento no valor da tarifa nos próximos dois anos. O valor não passa por reajustes desde 2018, quando o contrato foi assinado. Além disso, no novo acordo, o índice passará a ser o IPCA, e não mais o IGPM.

COmpartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp
Mais lidas

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

Cidades

29 fev 2024

O governador Tarcísio de Freitas voltou à sede da B3 nesta quinta-feira (29) para bater o martelo no leilão internacional

Cidades

29 fev 2024

A Secretaria de Educação de Americana está com 18 vagas de estágio abertas para estudantes do Ensino Superior. São 12

Cidades

29 fev 2024

O Sinditec (Sindicato das Indústrias Têxteis de Americana e Região) lançou nesta quarta-feira (28) o primeiro “Concurso de Comunicação de

Cidades

28 fev 2024

O prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Rafael Piovezan, e a secretária da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de

Cidades

28 fev 2024

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Sumaré, por meio do PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), realizará o 3º Feirão

Cidades

28 fev 2024

Em uma ação intersecretarial de combate aos criadouros do mosquito transmissor da dengue, o Governo de SP convocou, para esta