Pesquisar
Close this search box.

Redação Jornal Americanense

PAPI inicia aplicação de questionários sobre primeira infância neste mês

Perto de completar um ano de instituição, no próximo sábado (21), o Programa Americana pela Primeira Infância (PAPI) apresentou, nesta quarta-feira (18), os formulários de pesquisa qualitativa e quantitativa destinados a familiares, crianças e profissionais da rede de apoio e atendimento infantis. Mais de 2,2 mil pessoas serão entrevistadas, a partir deste mês, e suas respostas vão apontar as diretrizes no desenvolvimento das políticas públicas voltadas à primeira infância.

O PAPI visa a promoção do desenvolvimento integral das crianças na primeira infância, que vai dos 0 aos 6 anos, considerando sua família e seu contexto de vida. A iniciativa é coordenada de forma integrada pelas secretarias municipais de Assistência Social e Direitos Humanos, de Educação e de Saúde. O programa foi lançado pelo prefeito Chico Sardelli e pelo vice-prefeito Odir Demarchi em 21 de outubro do ano passado, em cerimônia na Casa da Criança Urupê, no bairro Antonio Zanaga.

A pauta da reunião do comitê gestor, realizada na Casa dos Conselhos, incluiu a apresentação e aprovação dos formulários finais de pesquisa e da distribuição por dez Áreas de Planejamento, entre outros itens. Os questionários serão aplicados pela empresa responsável pela compilação de dados e por profissionais das secretarias de Assistência Social e Direitos Humanos e de Educação.

As questões da pesquisa permitirão, por exemplo, verificar como se dá o convívio entre familiares e filhos, analisar as formas de uso de espaços públicos de Americana pelas crianças e explorar as percepções dos pais a respeito de serviços públicos nas áreas de saúde, educação, assistência social, segurança pública, esporte, habitação e cultura e lazer.

“O PAPI caminhou bem em um ano de trabalho, com reuniões do grupo gestor realizadas semanalmente e até duas vezes por semana, quando a demanda se tornou mais intensa. Agora, o resultado começa a chegar à sociedade americanense, com a aplicação dos questionários e coleta de informações essenciais para desenharmos a Americana planejada pela administração Chico e Odir, uma Americana acolhedora também para as crianças”, destaca o secretário de Educação, Vinicius Ghizini.

Participaram da reunião representantes das secretarias de Assistência Social e Direitos Humanos, de Educação, de Saúde, de Planejamento, de Obras e Serviços Urbanos; dos conselhos municipais de Saúde e de Assistência Social; integrantes da Casa de Dom Bosco, da Organização da Sociedade Civil (OSC) Associação Brazilian Kids Kare, da Pastoral da Criança região do Zanaga, do Serviço Social Presbiteriano de Americana (SESPA) e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Americana, além de voluntária da sociedade civil.

COmpartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp
Mais lidas

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

Cidades

28 maio 2024

O prefeito de Americana, Chico Sardelli, assinou o decreto nº 13.525, de 24 de maio de 2024, que dispõe sobre

Cidades

28 maio 2024

Os vereadores de Americana aprovaram na reunião desta terça-feira (28), com 17 votos favoráveis e uma ausência, em segunda discussão,

Cidades

28 maio 2024

O deputado estadual Dirceu Dalben (Cidadania) participou, nesta segunda-feira (27), da sanção da lei que cria as Escolas Cívico-Militares nas

Cidades

28 maio 2024

Neste domingo (26), o Instituto Pernas da Alegria, em parceria com o psicólogo Dr. Rafael Augusto Costa, proporcionou uma manhã

Cidades

28 maio 2024

A Prefeitura de Americana, por meio da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos (Sosu), iniciou nesta segunda-feira (27) a instalação

Cidades

28 maio 2024

Dez estudantes medalhistas, cinco professores e uma escola da rede municipal de Educação de Americana, premiados na 18ª Olimpíada Brasileira