Pesquisar
Close this search box.

Redação Jornal Americanense

Escola de Goleiros Camisa 1 colabora com sonho de jovens atletas na Copa São Paulo

A tradicional Copa São Paulo de Futebol Júnior é o ponto de encontro para jovens talentos ganharem espaço no competitivo futebol brasileiro. Se para dez dos onze jogadores do time que entra em campo, a disputa é acirrada, para o camisa 1 ou o goleiro, a competição também não é nada fácil.

Encontrar e lapidar um talento que fica debaixo das traves é um trabalho realizado há 17 anos na Escola de Goleiros Camisa 1, em Americana, interior de São Paulo. O programa social gratuito este ano tem quatro goleiros e um preparador de goleiro na Copinha, todos frutos do trabalho do projeto.

Igor, da Ferroviária, Kaique é goleiro do XV de Piracicaba, Peruchi defende o Cuiabá e Julio, arqueiro do Desportivo Brasil, além de Vinícius, atual preparador de goleiros na base do RedBull Bragantino.

Igor tem apenas 16 anos e já atua no elenco da Ferroviária que participa da competição. “Estou muito feliz por disputar a copinha, é uma felicidade imensa. A importância da Escola de Goleiro pra mim foi ótima, consegui evoluir e amadurecer como pessoa e atleta”, disse.

Kaique é segundo goleiro do XV de Piracicaba, ele lembra que colhe os frutos dos treinamentos do projeto. “A Escola de Goleiros é quem me ensinou metade do que eu sei. Só de estar no campo, treinando e apoiando meus companheiros já é uma grande experiência”, disse.

Vinícius Peruchi teve um 2022 de alegrias. No ano passado foi campeão Brasileiro de Aspirantes pelo Cuiabá, ainda tem idade sub 17, mas já atua na Copinha. É mais um exemplo de atleta fruto da primeira Escola de Goleiros do Brasil. “A Copinha é o campeonato mais importante. Todo mundo quer jogar, pode mudar a vida do atleta, a expectativa é sempre grande, muito feliz por participar pela primeira vez, estou aproveitando ao máximo. E tudo começou na Camisa 1, comecei a melhorar lá, foi a Camisa 1 que me ensinou tudo”, lembrou.

Mas nem só debaixo das traves o projeto tem talentos espalhados pelo Brasil. Vinícius Costa, 29 anos, esteve durante dois anos no projeto como professor, além de um tempo como aluno, e agora é preparador de goleiros do RedBull Bragantino na categoria sub 17. “Poder passar o que aprendi como aluno e desenvolver e qualificar o meu trabalho é gratificante. Desde 2018 estou no RedBull Bragantino e tudo o que passei no projeto tem um valor muito grande. Disputar a Copa São Paulo é algo único, é a maior competição de base do Brasil, a sensação é de muita felicidade”, comentou.

Para Vander Batistella, idealizador do projeto, estes são exemplos de alunos que buscaram seu sonho e estão realizando na Copa São Paulo. “Poder colaborar na concretização do sonho de cada aluno é uma realização para todos nós e isso mostra que estamos no caminho certo”, disse.

A Escola de Goleiros tem o apoio da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte através da empresas Supermercados São Vicente, Papirus, Goodyear, MBM, Brose e Cinderela Fitas.

COmpartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp
Mais lidas

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

Esportes

28 maio 2024

Nesta terça-feira (28), faleceu aos 59 anos Aparecido Ferrari, conhecido como Peixe-Gato, mordomo e roupeiro do clube Rio Branco e

Esportes

24 maio 2024

O Velódromo Municipal de Americana “Miguel Stoco”, localizado no Conjunto Poliesportivo Ayrton Senna, sedia neste sábado (25) o Campeonato Interestadual

Esportes

17 maio 2024

O prefeito Chico Sardelli anunciou nesta quinta-feira (16) que o atual secretário adjunto de Governo, Pedro Peol, assume a Secretaria

Esportes

16 maio 2024

O renomado narrador esportivo Silvio Luiz faleceu nesta quinta-feira (16), aos 89 anos. Silvio estava internado desde a quarta-feira (8)

Esportes

16 maio 2024

A Prefeitura de Americana, por meio das Secretarias de Esportes e de Comunicação e Tecnologia da Informação, desenvolveu um sistema

Esportes

16 maio 2024

Morreu nesta quinta-feira (16) o jornalista esportivo Antero Greco, aos 69 anos. Antero, que era amplamente querido pelo público, marcou