Redação Jornal Americanense

Morre gestante hospitalizada após explosão em apartamento em Americana

Tassia Leão era moradora de Americana e tinha 36 anos

Morreu neste sábado (20) a gestante Tassia Leão, moradora de Americana de 36 anos que havia ficado gravemente ferida durante uma explosão em seu apartamento no Parque Gramado em Americana, ocorrida no dia 12 de agosto. Tassia esteva internada desde então, com queimaduras em cerca de 90% do corpo.

O bebê que Tassia esperava também não resistiu, vindo a óbito no dia 13 de agosto. Seu marido, Warley Leão, que teve 80% do corpo comprometido, ainda encontra-se internado no Hospital Irmãos Penteado, em Campinas. A outra vítima, uma criança de seis anos filha do casal, sofreu queimaduras nos lábios, mas encontra-se bem.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, acredita-se que o incêndio ocorrido no apartamento tenha sido causado após ela solicitar água ao cozinhar ao marido e ele erroneamente entregar a ela um recipiente de álcool, causando uma explosão.

Na ocasião, o Corpo de Bombeiros foi acionado e compareceu ao apartamento com quatro viaturas. Ao chegarem no local, o fogo já havia sido controlado com o auxílio de extintores do recinto. Houve forte presença de fumaças e fuligem atingindo a residência. Uma vez extinto o fogo, o apartamento foi vistoriado e deixado em segurança pela corporação.

Ainda não há informações sobre o velório e o sepultamento.

COmpartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp
Mais lidas

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

Polícia

1 mar 2024

Na noite da última quinta-feira (29), um incêndio de grandes proporções atingiu um depósito de recicláveis localizado na Avenida da

Polícia

29 fev 2024

Na tarde desta segunda-feira (26) uma tragédia em São Paulo vitimou fatalmente José Ribeiro, um morador de 60 anos da

Cidades, Polícia

23 fev 2024

Um acidente envolvendo dois caminhões e um automóvel deixou uma vítima fatal na Bandeirantes, em Santa Bárbara d’Oeste, nesta sexta-feira

Polícia

22 fev 2024

Daniel Alves, ex-jogador da Seleção Brasileira, foi condenado a 4 anos e 6 meses de prisão por estupro. A sentença

Polícia

21 fev 2024

A vendedora Thamiris Nathalia Rulim, de 32 anos, é a primeira vítima de feminicídio em Piracicaba. Ela foi morta pelo

Polícia

17 fev 2024

Nesta sexta (16) Americana foi palco de um trágico acidente que resultou na morte de Antônio Ivan Moura Caetano, motoboy