Pesquisar
Close this search box.

Redação Jornal Americanense

Tubarão-azul encalha em praia e moradores devolvem ao mar em Ilhabela

Conforme o oceanólogo, Hugo Gallo Neto, presidente do instituto, o animal é de mar aberto e encalhou na praia por causa de uma possível ação humana

Um tubarão-azul, considerado uma espécie vulnerável na natureza, foi encontrado encalhado na Praia do Perequê, em Ilhabela (SP), na tarde de sábado, 20. Banhistas acionaram a equipe do Instituto Argonauta, mas quando os técnicos chegaram ao local, o espécime já havia sido devolvido ao mar. Conforme o oceanólogo, Hugo Gallo Neto, presidente do instituto, o animal é de mar aberto e encalhou na praia por causa de uma possível ação humana.

Conforme a descrição de moradores, o tubarão tinha perto de 2 metros de comprimento e estava se debatendo na areia. Ele foi empurrado para o mar e, com o movimento das ondas, conseguiu nadar para longe da faixa de areia. O oceanógrafo identificou o animal pelas imagens que circulam nas redes sociais. O tubarão-azul ocorre em todos os mares tropicais e subtropicais, alimentando-se de lulas, peixes e caranguejos, além de aves marinhas. Um espécime adulto chega a medir 4 metros.

De acordo com Gallo Neto, é normal a observação de tubarões na costa do litoral norte. “Eles fazem parte da fauna marinha e felizmente tivemos poucos incidentes envolvendo tubarões nos últimos anos, apenas dois”, disse. Ele se referia aos ataques em novembro do ano passado. Um turista francês foi atacado na Praia de Lambeiro, enquanto uma idosa de 79 anos foi mordida na perna na Praia Grande. Os dois casos foram atribuídos a exemplares de tubarão-tigre ou cabeça-chata.

Ainda segundo o especialista, o tubarão-azul não ocorre próximo à costa. “Ele encalhou devido às condições de saúde, ou devido à interação antrópica (do homem) com arte da pesca. É uma espécie que precisa nadar para manter a respiração, o que também pode ter contribuído para o encalhe”, disse. Ele orienta que as pessoas não devem se aproximar de tubarões encalhados pois, para tentar se defender, ele pode morder alguém. O ideal é isolar a área e acionar um órgão ambiental ou o Corpo de Bombeiros.

O tubarão azul é uma espécie vulnerável, considerada “quase ameaçada” segundo a lista vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN sigla em inglês). A espécie sofre pressão pelo tipo de pesca de espinhel, ou seja, um aparelho de pesca que funciona de forma passiva, com a utilização de iscas para a atração dos peixes.

COmpartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp
Mais lidas

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

Brasil

17 maio 2024

O feriado de Corpus Christi, este ano, cai no dia 30 de maio, quinta-feira. Bem próximo a São Paulo e

Brasil

16 maio 2024

Em uma vitória momentânea da Direita na Câmara dos Deputados, foi retirado de pauta nesta semana um Projeto de Lei

Brasil

7 maio 2024

Robinson Barreirinhas, o secretário da Receita Federal, declarou durante sua participação no evento “A reforma tributária e a indústria”, que

Brasil, Economia

2 maio 2024

O Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) aprovou no dia 24 de abril mais uma redução dos tetos de juros

Brasil

23 abr 2024

Nas últimas semanas foi observada uma divulgação crescente de anúncios, que chegou a envolver até mesmo celebridades, sobre o Salário

Brasil

23 abr 2024

O tutor de um cão da raça golden retriever, João Fantazzini, está inconsolável após a trágica morte de seu amado