Redação Jornal Americanense

73 pessoas morrem no Quênia após seita promover jejum para “encontrar Jesus”

Uma seita religiosa no Quênia está sendo investigada após autoridades encontrarem corpos de adeptos que supostamente jejuavam para “encontrar Jesus”.

Desde a semana passada, 73 corpos foram encontrados em uma vala comum na floresta Shakahola, em Malindi, na África oriental.

Segundo as investigações, o líder da seita, identificado como Makenzie Nthenge, incentivava seus seguidores a jejuar, o que representa riscos à saúde.

A polícia prendeu Nthenge e outros seis seguidores da seita. Muitos outros adeptos da seita ainda estariam escondidos na área de mata, jejuando.

Acredita-se que o número de corpos encontrados possa ser ainda maior. Em março deste ano, Nthenge foi preso e solto após pagar fiança por problemas envolvendo a seita.

COmpartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp
Mais lidas

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

Mundo

20 fev 2024

O youtuber terraplanista Leandro Batista, conhecido por seus vídeos que desafiavam a concepção tradicional da Terra como um globo, embarcou

Mundo

6 out 2023

Um enorme Pitbull, batizado carinhosamente de “Hulk”, está causando sensação em todo o mundo devido às suas dimensões impressionantes. Com

Mundo

29 set 2023

Uma professora foi presa na cidade de Bukhara, no Uzbequistão, depois de ser flagrada transportando 25 crianças em um Chevrolet

Mundo

15 set 2023

Você viu isso? O japonês que desembolsou R$72 mil para se transformar em um cachorro da raça collie agora deseja

Mundo

30 ago 2023

O Furacão Idalia atingiu o estado da Flórida na manhã desta quarta-feira, deixando um rastro de destruição e preocupações iminentes.

Mundo

14 ago 2023

Você viu isso? Uma igreja construída há 177 anos foi um dos poucos edifícios que sobreviveram ao incêndio na olha