Últimas Notícias

Após acusação de agressão, Juninho Dias será levado ao Conselho de Ética da Câmara

- Advertisement -

A investigação é motivada pela acusação de agressão contra uma mulher no evento “Festival da Pipa” ocorrida no bairro Antonio Zanaga, no dia 16 de julho

O vereador Thiago Martins (PV), presidente da Câmara Municipal de Americana, afirmou durante a sessão ordinária desta quinta-feira (4) que o vereador Juninho Dias (MDB) será encaminhado para o Conselho de Ética da Câmara.

A investigação é motivada pela acusação de agressão contra uma mulher no evento “Festival da Pipa”, ocorrida no bairro Antonio Zanaga, no dia 16 de julho. Na ocasião, uma mulher de 32 anos relatou à polícia que teria sido agredida com socos por Juninho Dias e perseguida posteriormente em sua residência.

- Advertisement -

Thiago Martins afirmou que só recebeu o primeiro ofício a respeito do caso no último dia 27 de julho, embora tenha tido conhecimento do ocorrido pela internet e pelas redes sociais. O presidente da Câmara também comentou que o fato será investigado de modo sério.

“Não cabe aos vereadores aqui fazer papel de polícia, de querer dizer se o vereador está certo, se o vereador está errado, se o vereador errou ou acertou […] Não é o Thiago que vai decidir se gosta ou se não gosta do Juninho, se vai prejudicar ou não ele. Não cabe a mim. Nós vamos fazer o papel democrático. [Eu vou fazer] o papel de vereador presidente da Câmara que está aqui para conduzir o trabalho com seriedade”, completou.

Juninho Dias

Logo após o anúncio do presidente da Casa, o vereador Juninho Dias pediu tempo para explicação pessoal. Na tribuna, o parlamentar afirmou não ter praticado o crime de que é acusado e informou que protocolou o pedido de afastamento temporário do Conselho de Ética durante o tempo da investigação instaurada no âmbito da Câmara.

“Conforme já divulguei em nota publicada na imprensa, tenho a consciência tranquila. Não agredi aquela senhora. Não causei nenhum tumulto na festa organizada para as crianças carentes de Americana”, comentou o vereador, que afirmou ser alvo de calúnias e perseguições.

“Vou me posicionar, sim, quando eu for chamado pela polícia. Já faz 20 e poucos dias e até este momento não fui chamado por ninguém, só fui apontado”, completou.

- Advertisement -

Latest Posts

Mais Lidas